Na nutricionista: quem é vivo sempre aparece

– Quem é vivo sempre aparece
– Voltei!
– Em janeiro? Quer enganar quem? Isso tá na cara que é promessa de ano novo. E depois de hoje só vai aparecer de novo aqui em janeiro de 2018.
– Claro que não, Cinthia! Quando eu fiz algo assim?
– Em 2016. A última vez que você apareceu aqui foi em janeiro de 2016.

(…)

– Tá. Ok. Eu andei meio relapsa. Mas agora é pra valer!
– E o que você fez em 2016?
– Engordei.
– Estou tentando pensar numa dieta pra você. Existem dois tipos de pacientes:os que conseguem balancear as besteirinhas, mas sem prejudicar a dieta; e os que precisam de uma dieta radical, porém mais curta…em qual você acha que se encaixa melhor?
– No terceiro tipo. No que quer comer de tudo e esperar um milagre.
– Ok, como eu pensei, na dieta radical.

(…)

– Depois de tanto tempo, você ainda tem implicância com ovo?
– Sim.
– Não come mesmo de jeito nenhum?
– Não.
– Nem misturado, como ingrediente de alguma coisa?
– Ah, aí sim! Aí eu como! No bolo de chocolate, na mousse…
– Não era essa exatamente a comida que estava pensando…
– Então não como.

Update: Gente! Estou há 10 dias na dieta que a Cinthia Leitão me passou! Menos de duas semanas e já foram 3 quilos! Se eu pudesse te dar um conselho não seria “use protetor solar”, mas seria “vá a uma nutricionista”. A gente acha que saca tudo de dieta, mas não sabe de nada! Dieta com acompanhamento profissional é outro nível! Vale a pena! 

A loucura pelo corpo perfeito e ‘A pele que habito’

Enquanto isso, no trabalho…

– bzbzbzbzbzbbzzzzbbzzz shhhh

– ÃHN?

– Bzbzbzbzbzbzbz líquida hoje

– QUÊ??

– Eu vou fazer aquela dieta líquida da sua nutri que você fez hoje!

– Mas por que você está sussurrando?

– Pra ninguém ouvir! Aí se eu desistir no meio da tarde, ninguém vai me cobrar!

———

– Não importa o quanto eu emagreça, eu não perco a pochete!

– Sabe que eu tinha pochete antes de ficar grávida e depois perdi? Perdi porque passei a usar cinta direto!

– Ah, vamos então na hora do almoço comprar?

– Vamos!

… no almoço, numa Lupo no centro do Rio, diante de três opções do que eles chamam de “roupas modeladoras”:

– Vou levar essa! Que vai da coxa ao peito!

– humm… eu precisava comprar uma meia dessas de compressão…

– Pra quê?

– Pra usar no avião. Pra não inchar muito.

– Meu Deus, a gente vai ficar toda envelopada! A gente está vivendo praticamente igual a personagem de “A Pele que habito”!

– O que importa é ficar magra!

E para beber: o que escolher?

E aí no grupo de dieta de pontos: 

– Achei legal isso de pontos que contam calorias. Porque às vezes você acha que está fazendo a escolha certa, mas não está. Por exemplo, no fim de semana fui a um bar com umas amigas. Pedi uma margarita em vez de cerveja crente que a opção por um drinque com bebida destilada seria melhor. Mas depois da segunda, quando fui ver, tem mais pontos que uma cerveja!

(orientadora interrompe, com ar incrédulo)

– Depois da segunda? Mas quantas você tomou?

(outra participante interrompe)

– Mas a diferença é exatamente essa! Uma margarita você não consegue tomar mais de duas, né? Já cerveja… Então, no fim, você consumiu menos calorias.

 

Não sabia onde enfiar a cara. Afinal, foram bem mais de duas. Foi uma jarra de um litro. Dividida por dois. Por duas. E, depois, minha amiga ainda pediu um chope. Que virou dois. E eu pedi uma michelada pra acompanhar (tem limão. Limão é bom pra dieta, limpa o organismo e tal). Mas achei de bom tom não contar essa parte. E resolvi concordar que, sim, a margarita foi uma boa escolha.

 

E, desde então, só consigo pensar: eu não preciso de dieta, preciso do AA.

 

OBS: hoje completo 10 dias sem beber, mais por conta de um problema estomacal do que por força de vontade. Bom, cuidar da saúde não deixa de contar com uma certa força de vontade. Mas fica a dica: cortar o álcool, mesmo aquele chopinho inocente dos fins de semana, faz uma baita diferença na balança! Tente fazer isso nas primeiras semanas (ou meses) e serás recompensada! 😉

duelobebidas