E para beber: o que escolher?

E aí no grupo de dieta de pontos: 

– Achei legal isso de pontos que contam calorias. Porque às vezes você acha que está fazendo a escolha certa, mas não está. Por exemplo, no fim de semana fui a um bar com umas amigas. Pedi uma margarita em vez de cerveja crente que a opção por um drinque com bebida destilada seria melhor. Mas depois da segunda, quando fui ver, tem mais pontos que uma cerveja!

(orientadora interrompe, com ar incrédulo)

– Depois da segunda? Mas quantas você tomou?

(outra participante interrompe)

– Mas a diferença é exatamente essa! Uma margarita você não consegue tomar mais de duas, né? Já cerveja… Então, no fim, você consumiu menos calorias.

 

Não sabia onde enfiar a cara. Afinal, foram bem mais de duas. Foi uma jarra de um litro. Dividida por dois. Por duas. E, depois, minha amiga ainda pediu um chope. Que virou dois. E eu pedi uma michelada pra acompanhar (tem limão. Limão é bom pra dieta, limpa o organismo e tal). Mas achei de bom tom não contar essa parte. E resolvi concordar que, sim, a margarita foi uma boa escolha.

 

E, desde então, só consigo pensar: eu não preciso de dieta, preciso do AA.

 

OBS: hoje completo 10 dias sem beber, mais por conta de um problema estomacal do que por força de vontade. Bom, cuidar da saúde não deixa de contar com uma certa força de vontade. Mas fica a dica: cortar o álcool, mesmo aquele chopinho inocente dos fins de semana, faz uma baita diferença na balança! Tente fazer isso nas primeiras semanas (ou meses) e serás recompensada! 😉

duelobebidas